Rita Maria

Rita Maria
Foto: Alice Bracchi

Rita Maria (Lisboa, 1984) começou a estudar música aos oito anos e desde os catorze a cantar jazz.

Estudou canto lírico no Conservatório Nacional de Música de Lisboa, Jazz na Escola de Jazz do Barreiro, ESMAE (Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo) Porto e também na Berklee College of Music em Boston como aluna bolseira.

Passou parte da sua vida adulta entre Portugal, Estados Unidos e Equador.
Rita Maria deambula entre a improvisação do Jazz e a nostalgia do Fado, o Experimentalismo, a fusão com World Music e o Rock.
Partilhou o palco com músicos como Mário Laginha, Carlos Bica, Filipe Raposo, Nuno Costa, João Paulo Esteves da Silva, André Fernandes, Albert Sanz, Afonso Pais, Mário Franco, Luís Figueiredo, José Eduardo, João Barradas, Sara Serpa, André Matos, Paula Sousa, Elias Meister, Ziv Ravitz, Cris Case, Yago Vázquez, Alex Alvear, Igor Icaza, María Tejada, Donald Régnier, entre outros.
Colaborou com as seguintes Orquestras: OJM (Orquestra de Jazz de Matosinhos), OHCP (Orquestra do Hot Clube de Lisboa) com Jonh Hollenbeck e Perico Sambeat, BBJ (Big Band Júnior) e Orquesta Andina (Equador).

Gravou Álbuns com e para os seguintes artistas: Elias Meister, Yeray Jiménez, Nuno Costa, João Firmino, Afonso Pais, Kiko Pereira, Luís Figueiredo, Amélia Muge, Rão Kyao, Lars Arens Band Larga, Dixie Gang, Sayuri Shimizu.
Participou e gravou no projecto solista do músico e compositor equatoriano Igor Icaza e também com o grupo de Rock Equatoriano Sal y Mileto.
Desde 2015 que é cantora da Banda Stockholm Lisboa Project (World Music) gravando o disco mais recente “Janela”.
Lança em Novembro 2016 com o guitarrista e compositor Afonso Pais o disco “Além das Horas” pela ENJA Records.

É cantora da banda Saga Cega, que lançou o seu álbum de estreia “À Deriva” em Abril de 2017. 

Recebeu o Prémio de Artista do Ano, Prémios RTP/Festa do Jazz 2018.

O projeto Círculo: fruto do trabalho composicional  colaborativo do trio composto por Rita Maria, Luís Figueiredo e Mário Franco, teve estreia em disco a Janeiro de 2020 e terá versão em Vinil em final de Novembro deste ano.

Estreou em Outubro de 2020 o seu mais recente trio: Quang Ny Lys, projeto colaborativo com os músicos João Mortágua e Mané Fernandes.


Na Clave:
(Clicar no título para mais informações)

Quang Ny Lys – Rita Maria, João Mortágua, Mané Fernandes