Cantigas de Maio

Bernardo Moreira – Contrabaixo
Ricardo J. Dias – Piano
André Santos – Cordofones
João Neves – Voz

O projecto Cantigas de Maio surge como uma consequência quase natural no trabalho de mais de 30 anos de Bernardo Moreira na música.

Com um início marcado pela linguagem do jazz, universo em que se move até hoje, cedo enveredou por um diálogo com outros géneros musicais, com outros compositores e intérpretes, de que são testemunho os dois discos editados com o seu sexteto e na companhia da cantora Paula Oliveira, Ao Paredes Confesso e Lisboa que Adormece, respectivamente.

As Cantigas de Maio retomam esse trajecto, homenageando os grandes autores musicais que marcam uma viragem na página da história social, política e cultural do nosso país. Autores que, entre si, criaram teias musicais e de partilha assumindo a referência de José Afonso, mas contribuindo, com a sua identidade, para uma «marca» na música portuguesa: Fausto Bordalo Dias, Vitorino Salomé, Sérgio Godinho ou José Mário Branco.