César Cardoso

Tenor Masters – César Cardoso Ensemble

Este projeto resulta da intenção do seu mentor, César Cardoso, em procurar novas abordagens, novos caminhos e novas ideias de composição e arranjo, através de uma formação alargada. Esta formação é constituída por 8 elementos, 4 sopros (saxofone tenor, saxofone alto, trompete, trombone) e secção rítmica (vibrafone, piano, contrabaixo e bateria).
Tendo já 3 discos com formações em Quarteto e Quinteto, e escrito muitos arranjos para Big Bands, a ideia desta formação surgiu por ser diferente do que já havia sido feito e sobretudo para lançar a si mesmo o desafio de construir um disco com uma identidade própria, mas com muita inovação e frescura na abordagem dos temas.
Para este disco César Cardoso escolheu 8 temas: 6 deles serão Standards do Jazz celebrizados por alguns dos maiores saxofonistas tenores, os casos de Hank Mobley, Benny Golson, John Coltrane, Dexter Gordon, Sonny Rollins e Joe Henderson, e 2 temas serão originais e compostos de acordo com a formação. Estes arranjos serão feitos com abordagens e técnicas novas, recentemente estudadas, havendo a intenção de criar algo como se fosse um novo tema presevando, ao mesmo tempo, a essência do original. Além disso, um dos pressupostos é o de elevar o nível musical através da sua complexidade harmónica, rítmica e métrica, sem perder o lado musical, tornando tudo o mais orgânico possível.
O objectivo deste projeto é o de criar uma nova linha de escrita musical para uma formação alargada e de elevar o nível musical e de orquestração, homenageando alguns dos maiores saxofonistas tenores que marcaram a história do Jazz e que influenciaram o músico português enquanto saxofonista e compositor.
No percurso de César Cardoso podemos encontrar 3 discos, todos com música original, Half Step (2010), Bottom Shelf (2015) e Interchange (2018), distinguido como um dos melhores discos do ano pela revista DownBeat, e mais de 100 arranjos para Orquestras e Big Bands, desde a Orquestra Jazz de Leiria à Orquestra Jazz do Hot Clube de Portugal. Este novo projeto vem obrigar a pensar numa nova ideia para uma formação para a qual nunca havia escrito, estando a desenvolver e a aprofundar o seu conhecimento pelas questões de ritmo, polirritmias e novas métricas, que irá originar algo novo e fresco, nunca antes pensado ou desenvolvido noutros projetos anteriores.
Este novo projecto será apresentado nos dias 10, 11 e 12 de outubro, no Hot Clube de Portugal.


Interchange é o mais recente álbum de César Cardoso, saxofonista, compositor e arranjador. Já com 2 discos editados, Half Step (em 2010) e Bottom Shelf (em 2015), este novo disco conta com a mesma formação do último – na guitarra, Bruno Santos, no contrabaixo, Demian Cabaud e na bateria, André Sousa Machado. Mas o próprio nome do álbum revela a mudança: Interchange contou ainda com a colaboração de um saxofonista alto que dispensa apresentações, nomeado diversas vezes para os prémios Grammy e fundador do grupo SFJazz Collective, o aclamado Miguel Zenón.

Com este novo álbum, César Cardoso pretendeu criar uma nova abordagem nas composições – música mais complexa sem perder a força melódica, uma característica imprescindível no Jazz. A essência deste estilo musical está também presente na constante dinâmica e forte interacção dos instrumentos, que se ouvem nos 9 temas originais que compõe Interchange, todos escritos para este quarteto em particular, bem como para o convidado especial Miguel Zenón.

Quarteto composto por César Cardoso no saxofone tenor, Bruno Santos na guitarra, Demian Cabaud no contrabaixo e André Sousa Machado na bateria

A música moderna é, por vezes, associada a música complicada e difícil de se ouvir, mas para mim deve ser fresca, melódica, enérgica e de fácil percepção junto do público.

Propostas disponíveis:
– Concerto
– Concerto + Formação

Interchange foi nomeado álbum do ano pela DownBeat

Visitar página Web de César Cardoso
Ouvir Interchange no Spotify

%d bloggers like this:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close